A LENDA DO FAMALIÁ


O Famaliá é fruto de um pacto, em que a pessoa pede sorte, sucesso financeiro e corpo fechado contra mau olhado. Depois de feito o pacto, a pessoa tem que conseguir um ovo, mas não se trata de um simples ovo de galinha e sim um ovo especial. No sertão de Minas e em outras regiões do Brasil, acredita-se que ele pode nascer de um galo e é do tamanho de um ovo de codorna. Para conseguir tal ovo, a pessoa deve procurá-lo no galinheiro durante o período da quaresma e, na primeira sexta feira após conseguir o ovo, a pessoa vai até uma encruzilhada, à meia noite, coloca o ovo debaixo do braço esquerdo. Depois, retorna para casa e deita-se na cama, ficando deitado por 40 dias. Depois disto, dá uma febre e o ovo trinca, nascendo dele um diabinho de uns 15 a 20 centímetros (o Famaliá). A pessoa deve colocá-lo em uma garrafa preta e fechar bem fechado com uma rolha. Com o passar dos anos o diabinho protege o seu dono e o enriquece. Mas, o outro lado do pacto é que, no final da vida, o Famaliá leva a pessoa com ele para o inferno.